Arquivo do mês: novembro 2008

Berlim Alexander platz

Quando escrevia minhas observações, lembrei-me muito de um filme que assisti esses dias – Berlin Alexanderplatz, o épico de Fassbinder. Vou logo contando que é uma obra-prima é espetacular, mas são nada mais nada menos que 16 horas de puríssima diversão e reflexão. … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Escreve-me (Florbela Espanca)

Escreve-me! Ainda que seja sóuma palavra, uma palavra apenas,suave como o teu nome e castacomo um perfume casto d’açucenas! Escreve-me! Há tanto, há tanto tempoeu te não vejo, amor! Meu coraçãomorreu já, e no mundo aos pobres mortosninguém nega uma … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Um domingo maravilhoso, porque hoje é sábado

Ai ai… Ontem entardeci saudade. Começou com uma insustentável sensação que estou sem fôlego. Vontade enorme de sair por aí sem lenço e documento, mas com os olhos bem abertos. Amarrada em minhas limitações, deito cedo com a esperança sem … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Distúrbio de Ensinagem

Perambulando hoje pela casa de Rubem Alves me deparei com essa sua oportuna reflexão. Na grande maioria das vezes temos é distúrbio de ensinagem mesmo. A maioria dos professores, por gravíssimo defeito de formação, ainda crêem que seus alunos deveriam … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Indo à luta

Hoje 21 de novembro acordei como nesses meus últimos 52 anos, feliz da vida. O sol veio nos visitar depois de dias escondido. Um soninho extra pegou-me de assalto para tirar-me toda a pressa. Os passarinhos estão em uma cantoria … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Aprender a (VI)Ver

Desde quando recebi meu livro autografado do Prof. Juremir Machado da Silva, que fiquei encantada com a delicadeza de minha amiguinha gaúcha e xará, muito querida. Adorei suas dobrinhas nas folhas e as sinalizações do que mexeu com sua alma. … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Dust in the wind e o lobo bom

Sempre que ouço Dust in the Wind com Kansas  lembro-me do lobo amigo e muito querido, que reside num tasco especial de meu coração. Quantas coisas legais ele ensinou-me. Saudades…

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário