Arquivo do mês: maio 2007

Alma gaudéria e castelhana

Creio que a carta que fiz para Juremir Machado da Silva, aquele escritor, professor, jornalista, antropólogo e filósofo gaúcho que sou fã, quase de carteirinha, expressa bem um dos aspectos de minha visita à Porto Alegre. Em breve irei escrever … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

vivendo e aprendendo

Por uma dessas deliciosas coincidências resolvi abrir  um de meus novos livros de Juremir Machado da Silva, " Muito Além da Liberdade" e dou de cara com a fantástica  frase de Max Stiner " Não me pressuponho porque a todo … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Super Mãe

Creio que este texto de Helio Pellegrino aborda com enorme comeptência o tema. Love Luinha Mãe será chata mesmo? Parece que, por um lado, os depoimentos neste sentido convergem, numa quase unanimidade afirmativa. O próprio Ziraldo, em bilhete a mim … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Com licença, eu vou à luta

Hélio Pellegrino desnudou com grande competência o humano. “Quanto você faz 20 anos está de manhã olhando o sol do meio dia. Aos 60 são seis e meia da tarde e você olha a boca da noite. Mas a noite … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

Os novos tempos nos instigam a sonhar

Os novos tempos nos instigam a sonhar. São bem-vindos. Conviveremos obrigatoriamente com a lógica holística em detrimento da visão mecanicista – cartesiana. Agora a  realidade como um  todo  integrado, um  todo cósmico, onde  os  elementos participam de uma dança complexa de inter-relação e … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

árvores são sagradas

Árvores são sagradas. Quem sabe ouvi-las descobre a verdade. Hermann Hesse     Longe de mim ter a pretensão de saber a verdade, mas faz é tempo andava desejosa de deitar-me debaixo de um umbu e apreciar os ares frios … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Sos poesia

poeta gaúcho, Fabrício Carpinejar "Meu medo se interessa por qualquer ruído. Hoje quero alguém para conversar enquanto dirijo, baixar os faróis em estrada litorânea, enxergar pelas mãos." uiui… eu também

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário