Arquivo do mês: agosto 2006

Os Ombros Suportam o Mundo

Os Ombros Suportam o Mundo Carlos Drummond de Andrade Chega um tempo em que não se diz mais: meu Deus. Tempo de absoluta depuração. Tempo em que não se diz mais: meu amor. Porque o amor resultou inútil. E os … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Flor da Morte

                  . "Na morte, não. Na vida. Está na vida o mistério. Em cada afirmação ou abstinência. Na malícia das plausíveis revelações, no suborno das silenciosas palavras…." O mistério – do livro "Flor da morte".

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

é viração

Tenho 20 minutos antes de sair de casa. Um desafio vir aqui assim e despir-me com tempo marcado. .. Imediatamente veio aquela velha vontade de ouvir um som, mas nem dá tempo. Dei bom dia para algumas amigas por aqui. … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

Encarando as mudanças.

Bem… acho que plutão anda influenciando meus caminhos. O Juremir entende bem disso. Bom dia! Luinha PLUTINHO Juremir Machado da Silva A bomba da semana foi mesmo o rebaixamento de Plutão. O mundo nunca mais será o mesmo depois disso. … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | 2 Comentários

Foi culpa da lua

Bem precisei vir aqui bem depressinha, antes de ir ao trabalho, contar-lhe sobre 2 músicas maravilhosas que merecem um destaque especial. Ai ai… maravilhosas. Minha filha não consegue entender porque fico derretida ouvindo essas belezas. Um dia descobrirá. É pura … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

O banquete. O Amor

Estava aqui divagando sobre a folgança e alegria que perpassava meu corpo quando retornei do trabalho na última sexta-feira. O centro do Rio fervilhava de vida ao final do expediente. Eu vagava pra lá e pra cá. Às vezes uma … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

Comendo Jabuticabas

Acabo de assistir a uma mensagem sobre as jabuticabas de Mario de Andrade. Imediatamente cutuquei os velhos ossos e senti-lhe as articulações muito doídas. Creio que o tempero de boa música relaxante, o embriagante dia ensolarado com céu naquele tom … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário