Arquivo do mês: junho 2006

Amigo é para se guardar no coração

Adivinhando que hoje o dia estaria mesmo frio demais e meu coração morno – pois é, nem sempre estou um braseiro, Lu, minha amiga muito querida, enviou-me presentinhos muito especiais. Fiquei igual Junim – pra de lá de boba.  Ela … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

reencontros e melodia sentimental

Ontem e hoje apropriei-me do blog da lua azul para espiar um pouco de minhas saudades. Estive seca. Queria espiar um pouco de saudade. Contei em prosa coisinhas deliciosas que andaram por aqui e ali de minhas entranhas. Estive regada … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Tocando em frente

Hoje, a despeito da farra de ontem, acordei cedinho, cedinho. Foi aniversário de minha prima. Dancei e cantei 4 horas seguidas. Limpa, é possível. Bebi água. A pior parte desses lugares são os cigarros. Claro que não os fumantes. Fico … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | 4 Comentários

Família Rodante

Ai ai… hoje começo o dia cheia de suspiros. Tive um sono pertubado, coisa que raramente acontece em minha vida atual. A exemplo dos bebes, um longo banho morno pelo meio da madrugada deu conta do recado. Como não tenho … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Um hino de louvor a vida

Acabei de ler o livro de Gabriel Garcia Márquez, “Memórias de minhas putas tristes”. Sinto saudades do gosto forte de vida ali empregado.  Havia comentado sobre isso, mas creio que a genialidade do autor, que me seduziu na década de … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

em Rio das Ostras

Estive semana passada em Campos, cidade do norte fluminense, onde reside minha família por parte de pai. Fui ao casamento de um priminho. As bodas realizaram-se na cidade capixaba de Cachoeiro do Itapemirim. Fomos e voltamos para Campos em um confortável ônibus … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

embolando os cabelos com o Juremir

Espaço cedido ao Juremir Machado, meu cronista gaúcho predileto, mestre, escritor. Ai ai… TÔ de Wando e não abro. Não vai doer. Você vai gostar. Beijinhos Luinha SESSÃO DA TARDE Eu nunca resisto ao lixo cultural. Faço qualquer coisa para … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário