Arquivo do mês: dezembro 2005

Jalousie

Fui visitar parentes que há muito não encontrava nesses últimos dias. Moram em Campos, cidade bem ao norte do meu estado. A região é conhecida por suas usinas de cana de açúcar,  poços de petróleo, chuvisco e goiabada cascão. Um agradável … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | 5 Comentários

Desejo você em 2006

Estou aqui para agradecer humildemente aos meus amigos por terem estado presentes, por partilharem suas existências. Sem dúvida tornaram a minha vida exeqüível, me fizeram um humano melhor. O fardo ficou mais leve. Acariciaram a minha alma por vezes doída, … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

Natalinas

Estava doida pra estar por aqui partilhando um pouco desses dias corridos, mas repletos de paz e alegrias. O natal por aqui foi cheio de gostosuras. Houveram ainda muitas saudades, algumas lágrimas, muita cantoria e dança. Trabalhei, partilhei e me encontrei. … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

Necessidade de eternidade

Pois bem, passadinha rápida pra contar que  postei essas fotos lindas da viagem de meu querido amigo Pedro. Elas apresentam, como a poesia do Zen ( também está lá), a beleza e a eternidade oriunda somente do amor.  Aproveitei a … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | 3 Comentários

Me chama

 Hoje estou tristinha. Falei pora uns amigos que ía escrever sobre isso, mas resolvi que seria melhor cantar essa música do Lobão. Veio bem a calhar. Aproveito pra partilhar uma das lindas fotos que ganhei ontem de outro lobo, um muito  … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

POR QUE OS HOMENS PREFEREM A LURDINHA?

… Ainda outro dia uma mulher cinqüentona me confessava que se sentia frustrada e solitária. Seu marido partira com uma moçoila 25 anos mais nova e, o mercado estava escasso. … Pois bem, postei no blog http://luaazul.zip.net sobre esta história. … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Serenata do adeus

 Serenata do adeus , por Vinicius de Morais Ai, a lua que no céu surgiuNão é a mesma que te viuNascer dos braços meus…cai a noite sobre o nosso amorE agora só restou do amorUma palavra: adeus… Ai, vontade de … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário